Facebook Twitter Gplus YouTube RSS
formats

Consolo na Praia – Drummond (com vídeo na voz do poeta)

Consolo na Praia

Vamos, não chores.
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis carro, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o humour?

A injustiça não se resolve.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

Tudo somado, devias
precipitar-te – de vez – nas águas.
Estás nu na areia, no vento…
Dorme, meu filho.

Carlos Drummond de Andrade )
(Poema digitado e conferido por mim mesmo em 3 de setembro de 2012, publicado em  Antologia Poética – 12a edição - Rio de Janeiro: José Olympio, 1978, ps. 16 e 17)


(Dica do vídeo de Rodolpho Saraiva)

Consolo na Praia
consolo-na-praia-drummond

camisetas amo poesia

Leia mais Carlos Drummond de Andrade

Leia mais poemas de grandes poetas.

Camisetas Amo Poesia

Fabio Rocha

facebooktwittergoogle pluslinkedin

Um apaixonado pela poesia. (saiba +)


8 Respostas

  1. Ana Clara Carvalho

    Lindo Lindo muito lindo

  2. Maria Clara Barreto

    vocês tem um site excelente pois se aprendem várias coisas com ele. fiz muitas atividades da escola em casa.

  3. Consolo na Praia – Drummond (com vídeo na voz do poeta) http://t.co/UvPRr4RE via @fabiorochapoeta

  4. Consolo na Praia – Drummond (com vídeo na voz do poeta) http://t.co/UvPVYESy via @fabiorochapoeta

  5. Consolo na Praia – Drummond (com vídeo na voz do poeta): Consolo na Praia Vamos, não chores… http://t.co/wWZOvreu

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>