Facebook Twitter Gplus YouTube RSS
formats

Poema Se (Professor Hermógenes)

amopoesia.com.br

Poema Se (Professor Hermógenes)

Se, ao final desta existência,
Alguma ansiedade me restar
E conseguir me perturbar;
Se eu me debater aflito
No conflito, na discórdia…

Se ainda ocultar verdades
Para ocultar-me,
Para ofuscar-me com fantasias por mim criadas…

Se restar abatimento e revolta
Pelo que não consegui
Possuir, fazer, dizer e mesmo ser…

Se eu retiver um pouco mais
Do pouco que é necessário
E persistir indiferente ao grande pranto do mundo…
Se algum ressentimento,

Algum ferimento
Impedir-me do imenso alívio
Que é o irrestritamente perdoar,

E, mais ainda,
Se ainda não souber sinceramente orar
Por quem me agrediu e injustiçou…

Se continuar a mediocremente
Denunciar o cisco no olho do outro
Sem conseguir vencer a treva e a trave
Em meu próprio…

Se seguir protestando
Reclamando, contestando,
Exigindo que o mundo mude
Sem qualquer esforço para mudar eu…

Se, indigente da incondicional alegria interior,
Em queixas, ais e lamúrias,
Persistir e buscar consolo, conforto, simpatia
Para a minha ainda imperiosa angústia…

Se, ainda incapaz
para a beatitude das almas santas,
precisar dos prazeres medíocres que o mundo vende…

Se insistir ainda que o mundo silencie
Para que possa embeber-me de silêncio,
Sem saber realizá-lo em mim…

Se minha fortaleza e segurança
São ainda construídas com os materiais
Grosseiros e frágeis
Que o mundo empresta,
E eu neles ainda acredito…

Se, imprudente e cegamente,
Continuar desejando
Adquirir,
Multiplicar,
E reter
Valores, coisas, pessoas, posições, ideologias,
Na ânsia de ser feliz…

Se, ainda presa do grande embuste,
Insistir e persistir iludido
Com a importância que me dou…

Se, ao fim de meus dias,
Continuar
Sem escutar, sem entender, sem atender,
Sem realizar o Cristo, que,
Dentro de mim,
Eu Sou,
Terei me perdido na multidão abortada
Dos perdulários dos divinos talentos,
Os talentos que a Vida
A todos confia,
E serei um fraco a mais,
Um traidor da própria vida,
Da Vida que investe em mim,
Que de mim espera
E que se vê frustrada
Diante de meu fim.

Se tudo isto acontecer
Terei parasitado a Vida
E inutilmente ocupado
O tempo
E o espaço
De Deus.
Terei meramente sido vencido
Pelo fim,
Sem ter atingido a Meta.

( Professor Hermógenes )

Conheça também: Instituto Hermógenes

Leia mais poemas de grandes poetas

hermogenes

(Publicado originalmente em 30 de setembro de 2006)

amopoesia.com.br

Fabio Rocha

facebooktwittergoogle pluslinkedin

Um apaixonado pela poesia. (saiba +)


9 Respostas

  1. sandra sila

    Realmente uma maravilha de poema, grande mestre. Nossa g

  2. "Poema Se". É realmente uma oração, uma prece.

  3. Carlos

    As palavras de Hermógenes ecoam profundamente em nossas almas e com tamanha beleza e significado porque nossos “Ses” ainda estão por resolver (aceitar?). Que bom que temos sempre alguns à frente da maioria, trabalhando sempre no despertamento do Cristo interior…Namastê!

  4. Fabio Rocha

    Obrigado, amigos, pelas visitas e comentários

    Abraços

  5. Cláudio Leopoldino

    Uma das mensagens mais bela e profunda que tive a felicidade de ler. Somente uma Ala a caminho da iluminação, como o Prof. Hermogenes, poderia nos brindar com esta pérola de sabedoria. Obrigado querido Mestre.

  6. diovvani

    Vivas!!! Muito bom, rever essas palavras do velho sábio Hermógenes. Assisti uma palestra, inesquecivel dele, aqui em BH. AbraçodasMinasGerais.

  7. Mikhael

    É, Prof. Hermógenes é um grande homem, já havia ouvido elogios sobre o trabalho dele, mas nunca havia lido nem livros, quem dirá poemas, excelente…

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>