Facebook Twitter Gplus YouTube RSS

Vinícius de Moraes – Poemas de Amor à mulher

Vinícius de Moraes – Poemas de amor à mulher:

OBS.: Página toda conferida novamente com o site oficial de Vinícius. Se quiser comprar um livro de Vinícius, recomendo o Livro de Sonetos.

Soneto do Corifeu
(da peça Orfeu da Conceição)

São demais os perigos desta vida
Pra quem tem paixão, principalmente
Quando uma lua chega de repente
E se deixa no céu, como esquecida

E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher

Deve andar perto uma mulher que é feita
De música, luar e sentimento
E que a vida não quer de tão perfeita

Uma mulher que é como a própria lua:
Tão linda que só espalha sofrimento
Tão cheia de pudor que vive nua

( Vinícius de Moraes )
(Este poema apareceu pela primeira vez na peça Orfeu da Conceição. É a primeira fala, e quem a diz é o Corifeu. Daí, quando recolheu este texto no seu Livro de sonetos, Vinícius deu a ele o título “Soneto do Corifeu”. Mais tarde, o poema foi musicado por Toquinho, e ganhou o título “São demais os perigos desta vida”, que deu nome ao disco homônimo (1972) da dupla Vinicius e Toquinho. Fonte: Site Oficial)

vinicius-de-moraes-rosto

camisetas amo poesia

Vinícius de Moraes

*

Soneto da Fidelidade

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa lhe dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure

Vinícius de Moraes )

MulherFlor

*

Soneto a Quatro Mãos

Tudo de amor que existe em mim foi dado.
Tudo que fala em mim de amor foi dito.
Do nada em mim o amor fez o infinito
Que por muito tornou-me escravizado.

Tão pródigo de amor fiquei coitado
Tão fácil para amar fiquei proscrito.
Cada voto que fiz ergueu-se em grito
Contra o meu próprio dar demasiado.

Tenho dado de amor mais que coubesse
Nesse meu pobre coração humano
Desse eterno amor meu antes não desse.

Pois se por tanto dar me fiz engano
Melhor fora que desse e recebesse
Para viver da vida o amor sem dano.

Vinícius de Moraes e Paulo Mendes Campos )

*

Soneto do Maior Amor

Maior amor nem mais estranho existe
Que o meu, que não sossega a coisa amada
E quando a sente alegre, fica triste
E se a vê descontente, dá risada.

E que só fica em paz se lhe resiste
O amado coração, e que se agrada
Mais da eterna aventura em que persiste
Que de uma vida mal-aventurada.

Louco amor meu, que quando toca, fere
E quando fere vibra, mas prefere
Ferir a fenecer – e vive a esmo

Fiel à sua lei de cada instante
Desassombrado, doido, delirante
Numa paixão de tudo e de si mesmo.

Vinícius de Moraes )

*

Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor… não cante
O humano coração com mais verdade…
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente,
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim muito e amiúde,
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Vinícius de Moraes )

*

A Mulher que Passa

Meu Deus, eu quero a mulher que passa.
Seu dorso frio é um campo de lírios
Tem sete cores nos seus cabelos
Sete esperanças na boca fresca!

Oh! como és linda, mulher que passas
Que me sacias e suplicias
Dentro das noites, dentro dos dias!

Teus sentimentos são poesia
Teus sofrimentos, melancolia.
Teus pêlos leves são relva boa
Fresca e macia.
Teus belos braços são cisnes mansos
Longe das vozes da ventania.

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!

Como te adoro, mulher que passas
Que vens e passas, que me sacias
Dentro das noites, dentro dos dias!
Por que me faltas, se te procuro?
Por que me odeias quando te juro
Que te perdia se me encontravas
E me encontrava se te perdias?

Por que não voltas, mulher que passas?
Por que não enches a minha vida?
Por que não voltas, mulher querida
Sempre perdida, nunca encontrada?
Por que não voltas à minha vida?
Para o que sofro não ser desgraça?

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!
Eu quero-a agora, sem mais demora
A minha amada mulher que passa!

No santo nome do teu martírio
Do teu martírio que nunca cessa
Meu Deus, eu quero, quero depressa
A minha amada mulher que passa!

Que fica e passa, que pacifica
Que é tanto pura como devassa
Que bóia leve como a cortiça
E tem raízes como a fumaça.

Vinícius de Moraes )

*

Soneto da Separação

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

Vinícius de Moraes )

*

Ausência

Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces
Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto.
No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida
E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.
Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado
Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados
Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada
Que ficou sobre a minha carne como uma nódoa do passado.
Eu deixarei… tu irás e encostarás a tua face em outra face
Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada
Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite
Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa
Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
Eu ficarei só como os veleiros nos portos silenciosos
Mas eu te possuirei mais que ninguém porque poderei partir
E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas
Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.

Vinícius de Moraes )

*

A Hora Íntima

Quem pagará o enterro e as flores
Se eu me morrer de amores?
Quem, dentre amigos, tão amigo
Para estar no caixão comigo?
Quem, em meio ao funeral
Dirá de mim: – Nunca fez mal…
Quem, bêbedo, chorará em voz alta
De não me ter trazido nada?
Quem virá despetalar pétalas
No meu túmulo de poeta?
Quem jogará timidamente
Na terra um grão de semente?
Quem elevará o olhar covarde
Até a estrela da tarde?
Quem me dirá palavras mágicas
Capazes de empalidecer o mármore?
Quem, oculta em véus escuros
Se crucificará nos muros?
Quem, macerada de desgosto
Sorrirá: – Rei morto, rei posto…
Quantas, debruçadas sobre o báratro
Sentirão as dores do parto?
Qual a que, branca de receio
Tocará o botão do seio?
Quem, louca, se jogará de bruços
A soluçar tantos soluços
Que há de despertar receios?
Quantos, os maxilares contraídos
O sangue a pulsar nas cicatrizes
Dirão: – Foi um doido amigo…
Quem, criança, olhando a terra
Ao ver movimentar-se um verme
Observará um ar de critério?
Quem, em circunstância oficial
Há de propor meu pedestal?
Quais os que, vindos da montanha
Terão circunspecção tamanha
Que eu hei de rir branco de cal?
Qual a que, o rosto sulcado de vento
Lançará um punhado de sal
Na minha cova de cimento?
Quem cantará canções de amigo
No dia do meu funeral?
Qual a que não estará presente
Por motivo circunstancial?
Quem cravará no seio duro
Uma lâmina enferrujada?
Quem, em seu verbo inconsútil
Há de orar: – Deus o tenha em sua guarda.
Qual o amigo que a sós consigo
Pensará: – Não há de ser nada…
Quem será a estranha figura
A um tronco de árvore encostada
Com um olhar frio e um ar de dúvida?
Quem se abraçará comigo
Que terá de ser arrancada?

Quem vai pagar o enterro e as flores
Se eu me morrer de amores?

Vinícius de Moraes )

*
Outros Temas em Poemas de Vinícius:

A Rosa de Hiroxima

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada

Vinícius de Moraes )

vinicius-de-moraes-com-whisky

Vinícius de Moraes

*

O Rio

Uma gota de chuva
A mais, e o ventre grávido
Estremeceu, da terra.
Através de antigos
Sedimentos, rochas
Ignoradas, ouro
Carvão, ferro e mármore
Um fio cristalino
Distante milênios
Partiu fragilmente
Sequioso de espaço
Em busca de luz.

Um rio nasceu.

Vinícius de Moraes )

*

Poema Enjoadinho

Filhos… Filhos?
Melhor não tê-los!
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Se não os temos
Que de consulta
Quanto silêncio
Como os queremos!
Banho de mar
Diz que é um porrete…
Cônjuge voa
Transpõe o espaço
Engole água
Fica salgada
Se iodifica
Depois, que boa
Que morenaço
Que a esposa fica!
Resultado: filho.
E então começa
A aporrinhação:
Cocô está branco
Cocô está preto
Bebe amoníaco
Comeu botão.
Filhos? Filhos
Melhor não tê-los
Noites de insônia
Cãs prematuras
Prantos convulsos
Meu Deus, salvai-o!
Filhos são o demo
Melhor não tê-los…
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Como saber
Que macieza
Nos seus cabelos
Que cheiro morno
Na sua carne
Que gosto doce
Na sua boca!
Chupam gilete
Bebem xampu
Ateiam fogo
No quarteirão
Porém, que coisa
Que coisa louca
Que coisa linda
Que os filhos são!

Vinícius de Moraes )

*

São Francisco

Lá vai São Francisco
Pelo caminho
De pé descalço
Tão pobrezinho
Dormindo à noite
Junto ao moinho
Bebendo a água
Do ribeirinho.

Lá vai São Francisco
De pé no chão
Levando nada
No seu surrão
Dizendo ao vento
Bom-dia, amigo
Dizendo ao fogo
Saúde, irmão.

Lá vai São Francisco
Pelo caminho
Levando ao colo
Jesuscristinho
Fazendo festa
No menininho
Contando histórias
Pros passarinhos.

Vinícius de Moraes ) (poema infantil)

*

Dialética

É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
Em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz

Mas acontece que eu sou triste…

Vinícius de Moraes )

*

A Impossível Partida

Como poder-te penetrar, ó noite erma, se os meus olhos cegaram nas luzes da cidade
E se o sangue que corre no meu corpo ficou branco ao contato da carne indesejada?…
Como poder viver misteriosamente os teus recônditos sentidos
Se os meus sentidos foram murchando como vão murchando as rosas colhidas
E se a minha inquietação iria temer a tua eloqüência silenciosa?…
Eu sonhei!… Sonhei cidades desaparecidas nos desertos pálidos
Sonhei civilizações mortas na contemplação imutável
Os rios mortos… as sombras mortas… as vozes mortas…
…o homem parado, envolto em branco sobre a areia branca e a quietude na face…
Como poder rasgar, noite, o véu constelado do teu mistério
Se a minha tez é branca e se no meu coração não mais existem os nervos calmos
Que sustentavam os braços dos Incas horas inteiras no êxtase da tua visão?…
Eu sonhei!… Sonhei mundos passando como pássaros
Luzes voando ao vento como folhas
Nuvens como vagas afogando luas adolescentes…
Sons… o último suspiro dos condenados vagando em busca de vida…
O frêmito lúgubre dos corpos penados girando no espaço…
Imagens… a cor verde dos perfumes se desmanchando na essência das coisas…
As virgens das auroras dançando suspensas nas gazes da bruma
Soprando de manso na boca vermelha dos astros…
Como poder abrir no teu seio, oh noite erma, o pórtico sagrado do Grande Templo
Se eu estou preso ao passado como a criança ao colo materno
E se é preciso adormecer na lembrança boa antes que as mãos desconhecidas me arrebatem?…

Vinícius de Moraes )

Conheça Também:

(Seleção de Fabio Rocha)
Vinícius de Moraes

Vinícius de Moraes

O poeta Vinícius de Moraes

Vinícius de Moraes

A Magia da Poesia: aqui, todo dia é dia da mulher!

Voltar para o índice de poetas consagrados

Camisetas Amo Poesia

56 Respostas

  1. Selma Fonte

    Muito obrigado Fabio pelo seu lindo trabalho….

  2. Beth fernandes

    Parabéns pelas postagens . Um presente para Quem, assim como eu, AMA a poesia,o amor a música ! Não tem como parar de ler ou mesmo de ouvir . É mágica para os meus sentimentos. Me renova, eleva mena alma,satisfaz meus sentidos. Estou flutuante,nas nuvens!

  3. talia

    impossível não parar para ler estes poemas inspirados por vinicios de morais , gostei muito e parabéns pelos cem anos …

  4. Antonia Irani Soares Santana

    Este Blog é 10!
    Amo a poesia, amo o amor, amo a vida!!!!!!!

  5. Adriana

    Adorei seu site, me encantou bastante!
    Amo poesias, viajo na imaginação e vivo elas na minha linda vida!
    :)

  6. Dayane

    belíssimos sonetos, nos encanta, prende nossos olhos e ouvidos, nos faz viajar nas lembranças boas e nos mostra o belo da vida!!!
    parabéns, vcs estão fazendo um belo trabalho, tudo muito organizado, aposto que os eternos apaixonados como eu estão amando visitar este site!

  7. cassia

    Fantástico este site!!!! Parabéns.
    Esse “tweet” rolando é que incomoda a concentração na leitura.
    Grande abraço.

  8. bom o que falar das poesias de vinicius de moraes? são cinceras , lindas e verdadeiras e tenho certezaa que toca o coraçao de milhares de pessoas …

  9. Miriam Cardoso

    amei todas maravilhosas

  10. Luiz Fernando

    O artista plástico Elifas Andreato dizia ter uma dívida com Vinicius de Moraes. Segundo ele, sua vida mudou graças ao poeta e, por isso, precisava homenageá-lo. A partir desta quarta-feira (12), a dívida está quitada. Idealizada por Andreato, abriu hoje ao público a mostra “O Haver – Pinturas e Músicas para Vinicius de Moraes”, na Galeria de Artes do BNDES, no centro do Rio de Janeiro
    “O Haver – Pinturas e Músicas para Vinicius de Moraes”
    Galeria de artes do BNDES
    Endereço: Avenida República do Chile, 100
    Centro (Próximo à estação de metrô Carioca)
    Data: 12/09 a 11/10 (De segunda a sexta-feira)
    Horário: Das 10h às 19h
    Classificação Livre / Entrada Franca

  11. Carlos Roberto Silva

    nossa adorei todas alias tudo que fala de amor é muito bom faz bem para alma

  12. adoro poesia com certeza ela expressa um sentimento sem igual

  13. as tuas poesias te farao eterno em nossas memorias e coracoes….

  14. Amo a poesia dele fala com muita emoçao tocando no seu intimo ser

  15. Gipsy Ramos

    ABSOLUTAMENTE REVIGORANTE

  16. Ivone Dian

    Vinicius de Moraes, eterno…

  17. Que bom seria se a vida fosse contada e cantada em versos e poesias
    Seria muito melhor que bom seria as nossas vidas.

    Para os amantes da Arte Poética Aquele Abraço.

  18. [...] imperfeição Constitua a coisa mais bela e mais perfeita de toda a criação inumerável.( Vinícius de Moraes )Leia mais Vinícius de Moraes>>> Leia também:Um signo uma [...]

  19. Eu amo poesias de Vinicius De Morais, são todas lindas e profundas….

  20. poesia é como alma viva minha! é uma forma de dizer em frases lindas e fortes o que sou o que quero o que posso fazer pra quem nao entende que poesia é vivada é sentimento a flor da pele é pura paixao é puro desejo é ser mulher plena realizada é dizer pro seu eu o quanto voce é linda é especial é importante nao pros outros mais pra vc mesma

  21. Nivania Costa

    odoro as poesias de vinicius não tem igual é muito linda cada uma melhor que a outra

  22. [...] ir Não é possível Me é totalmente impossível Não pode ser não É impossível Não posso.(Vinícius de Moraes) (Poema retirado de “Antologia Poética”, Editora do Autor – Rio de Janeiro, [...]

  23. [...] 20 – com vídeos | Dois amantes felizes não tem fim nem morte (com imagem exclusiva)Vinícius :)Leia outros grandes poemas de grandes poetas, com outros temas. E por falar em poemas de [...]

  24. violeta

    IMPOSSIVEL NÃO CURTIR ESTA BELA SELEÇÃO !!!!
    QUEM SENTE COM A ALMA, É CAPAZ DE AMAR…
    CONTINUE PUBLICANDO MENSAGENS DO CORAÇÃO!!!!!
    QUEM SABE ASSIM CAMINHAMOS PARA UM MUNDO MELHOR…
    OBRIGADO POR ESSAS MARAVILHAS!!!!!
    VIOLETA

  25. [...] o seu dominador É o amor. Eu cá por mim não tenho nenhum Preconceito racial: Mas sou ariano!( Vinícius de Moraes )*TouroO que é que brilha sem Ser ouro? – A mulher de Touro! É a companheira perfeita Quando [...]

  26. [...] 20 – com vídeos  | Dois amantes felizes não tem fim nem morte (com imagem exclusiva)Vinícius :)Se preferir um texto em prosa, tem este genial do Artur da Távola.Leia mais poetas famososSaiba [...]

  27. Mariana

    O Vinicius é o eterno apaixonado e a minha eterna paixão!

  28. andressa alves

    amei todos os seus poemas vinicios;acho muito liiiiinndooo mesmo… AMEI……..

  29. O eterno poeta Vinicius, vinicius!!… não tem igual.

  30. parabéns pela seleção….
    as poesias são lindas!!!
    hoje em dia boa parte das "coisas " boas ñ estão mais em "uso", mas sites como estes nos mostram q ainda tem gente, q gosta de grandes nomes da nossa cultura brasileira……

  31. Minha homenagem às mulheres: A Mulher que Passa (Vinícius de Moraes) « Blog de Rui Sanches

    [...] (Vinícius de Moraes) 14.930464 -23.512669 Partilhar isto:TwitterFacebookEmailPrintGostar disto:GostoBe the first to like this . [...]

  32. Dair

    Adorei muito os sonetos eles me faz sentir uma paz,alegria eu fico pensando muito no meu amor eu fico pensando na gente. As vezes eu copio as mensagens mais lidas e mando pra ela,ela adora muito……

  33. Adriana cardoso

    Amo tudo que ele faz acho fabuloso.
    Impossivel não se encantar com esses poemas lindos.

  34. Fabio Rocha então como vc, eu e dentre tantos outros que escrevem
    e gostam de poemas. POESIA É CULTURA =D

  35. Pois é, a finutude é nossa única certeza… Mas os grandes artistas continuam…

  36. "Se foi mas deixou um pedaço dele em
    cada um que leu suas poesias ♥
    Quando eu tinha 8 anos aprendi a ler poesias
    do Vinícius, e agora 10 anos se foram
    e eu aqui rsrs' a vida é como uma bomba relogio =)
    mas viver faz parte"

  37. Eliane Costa

    lindas mens…

  38. Rosangela Alves de Souza

    lindosssss todos mt lindos ameiiiiiii….

  39. muitoo bomm..vinicius de morães…

  40. Muito bom… Adoro Vinícius. Aqui tem várias produções muito boas do nosso compositor. Parabéns pela publicação.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Home Vinícius de Moraes – Poemas de Amor à mulher